Estava querendo trazer esse assunto a uns meses e o blog ficou salvo no draft por meses. E hoje liberei ele para vocês.

O blog é sobre ‘bullying’, o primeiro contato com o bullying foi quando me mudei de cidade e aconteceu na escola, sofri bullying desde os meus 9 anos até o 1 ano do colegial. Sofri bullying físico e até ameaçada de morte na própria escola, o bullying era na forma física como psicológica, apanhei na escola e bullying constante por outros motivos que era pela intolerância religiosa, a escola nao ajudava em nada, me sentia invisível na escola, todos estavam na negação de que nada estava acontecendo. Já cortaram meu cabelo na escola, os meninos não eram respeitosos e me sentia muito aflita. Fui empurrada em um situação que eu não estava preparada para lidar, eu era uma menina doce e muito tímida, essa era meu jeito e eu estava sempre disposta a ajudar todos. É claro que não vou mencionar tudo que passei, mas desde o momento que fui exposta ao bullying, meu comparecimento mudaram, comecei a me isolar, ficar sem ânimo de ir para escola, queria ficar apenas no quarto, não tinha muitos amigos, estava me sentindo sozinha.

Hoje tenho uma sobrinha que completou recentemente 3 anos e tenho outra sobrinha a caminho, as vezes me pego pensando, e se um dia eu queira ser mãe? Eu, não quero que meus filhas(os), sobrinhas(os) sofram com esse tipo de coisa.
Sabe, o motivo?

O bullying causa um impacto de longo prazo e causa estresse e depressão, a criança e adolescente mal sabem oque essas palavras significa, eu não era a única a sofre com isso as vezes meus irmãos também sofria, as vezes esse bullying não se estendia apenas nas escolas, era na rua, com os familiares, não irei mencionar, veio motivos de ser zoada apenas por morar em bairro periféricos, você tem ideias de quantos jovens vem sofrendo bullying por esses valentões ou valentonas?
Quantos jovens têm cometido suicídio?

Quanto mais cedo a criança é exposta, piores são os impactos.

Essas consequências a longo prazo podem ter  um impacto acadêmico e isso acaba se estendendo nas relações interpessoais, como famílias, amigos, trabalho e casamento.

Papai & Mamãe.

É importante falar

Se você for vítima de bullying ou souber de alguém que é mas não se manifesta, fale! É importante que os outros saibam para que as providências necessárias sejam tomadas. É preciso parar com esta crueldade sem necessidade alguma.

Queridos Pais, é de sua importância perceber os sinais, é importante ver os sinais quando é prematuro pois isso trás sinais muito dastrico e isso pode ser tarde demais, repare se seu filho é a vítima ou o agressor, tenha paciência com seu filho, dedique que eles deve respeitar as diferenças, pois lá na frente o mundo pode dar a volta e ele pode não saber o porquê disso, somos responsáveis sim, é lindo quando se é pequeno, mas devemos ensinar até quando ele está no mesmo teto que o seu, se você ver um caso de bullying, não hesite em denunciar.

Depois, de alguns anos conseguir finalmente me abrir aqui no blog, sobre oque passei na minha vida e é algo pessoal, acabei não dando muitos detalhes, pois nem todo mundo precisa de todos os detalhes para não ficar espantado.
Queria agradecer a Deus pois ele me sustentou até aqui, sofri demais e confesso que a família também sofreu com isso, pois tinha pensamentos suicidas sim, me sentia mal, me isolei no meu próprio mundo, mas agradeço a Deus, ele é Maravilhoso e o nome dele deve ser exaltado, e, agradecer meus pais e irmãos e irmãs, mesmo sem entender muito eles ainda estavam comigo e ao meu noivo que me aceitou do jeito que sou, hoje estou de bem com a vida, finalmente encontrei a luz no meio de tantas trevas que queriam me devorar até ao meu fim, mas sou prova viva que Depressão, estresse constante, tem cura. E sei que ainda sou ser humano ainda vou ter alguns momentos de estresse, mas algo que direitos minutos e não dias.

Não deixe que nenhum bullying mude quem você é, eu infelizmente perdi um ano na escola, mas hoje eu superei, e eu sei o meu valor, você é especial. Não entre nessa pilha do sistema, esse mundo vai te aplaudi de pé.